Histórico

O Hospital Estadual de Bauru “Dr. Arnaldo Prado Curvêllo” iniciou suas atividades em 04 de novembro de 2002 como parte de um programa da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES), pelo modelo de gestão de parceria entre Estado e as chamadas Organizações Sociais de Saúde (OSS). Considerando a forte parceria entre a SES e a Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp, a mesma foi escolhida como parceira nesse convênio. Para tanto, a Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp) foi incumbida da interveniência do convênio entre SES e Unesp, porque a essa época a Famesp não possuía a qualificação de OSS.  Esse convênio perdurou até outubro de 2012.

Encerrado o convênio de gestão com a Unesp, por meio da Faculdade de Medicina de Botucatu, em novembro de 2012, a SES firmou Contrato de Gestão com a Famesp, agora qualificada como OSS – Organização Social de Saúde. Desde então, a gestão direta do Hospital é de responsabilidade da Famesp.

Ensino e pesquisa

O HEB recebeu a certificação de Hospital de Ensino em 2006, sendo a última visita de recertificação ocorrida em dezembro de 2012, pelos representantes do Ministério da Saúde e da Educação.

Desde então, em cumprimento ao exigido pela Portaria Interministerial, que “Estabelece os requisitos para certificação de unidades hospitalares como Hospitais de Ensino”, o Hospital recebe residentes oriundos do Programa de Residência Médica da FMB/UNESP em diversas especialidades assim como, Residentes do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais de Bauru (HRAC), na especialidade de Otorrinolaringologia.

A partir de 2014, com o credenciamento de Programas de Residência Médica próprios da Famesp, o HEB passou a ter residentes de programas próprios nas áreas de Clínica Médica, Cirurgia Geral e Pediatria.


Linha do tempo 

2002
  • Assinatura do Convênio entre a Secretaria de Estado da Saúde e a Unesp para que o Hospital Estadual de Bauru fosse administrado pela Faculdade de Medicina de Botucatu, com a interveniência da Famesp (28 de outubro)
     
  • Inauguração do Hospital Estadual de Bauru (11 de novembro)
     
  • Mandato do médico Emílio Carlos Curcelli como diretor executivo (de 06/12/2002 a 08/06/2009)

2003
  • A abertura do ambulatório de especialidades marca o início das atividades assistenciais no HEB.

  • Implantação da Emergência Referenciada.

  • Início das atividades da UCO (Unidade Coronariana) e do Centro de Diagnóstico em Cardiologia.


2004
  • Inauguração da Unidade de Tratamento de Queimaduras – UTQ

  • Implantação do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, do Serviço de Fonoaudiologia, do Serviço de Hematologia e Hemoterapia e da Unidade de Hemodinâmica.

2005
  • Adesão do HEB ao Projeto Hospitais Sentinela e Colaboradores (ANVISA).
     
  • Inauguração da “capela”, como é mais conhecido o Espaço Inter-Religioso do HEB.

2006
  • Criação do Atendimento Interdisciplinar ao Portador de Encefalopatia Gastrostomizado – AIPEG.


2008
  • Inauguração do Centro de Terapia Renal Substitutiva - CTRS.

  • Criação do Comitê de Risco.

  • Implantação do Ambulatório de Hepatites Virais.

  • Abertura do Centro Ambulatorial de Oncologia.

2009
  • HEB fica entre os 45 melhores hospitais públicos do Estado no Provão do SUS.

  • Mandato do médico Antero Frederico de Miranda como diretor executivo (de 09/06/2009 a 23/05/2012).

2010
  • HEB é o 11o. colocado entre os 563 hospitais públicos avaliados no Provão do SUS.

  • Implantação da área de Saúde do Trabalhador.

  • Transformação do Comitê de Risco em Gerência de Segurança ao Paciente, hoje denominada Gerência de Risco.

2011
  • HEB é o 10o. melhor hospital do Estado entre os 630 serviços de saúde avaliados no Provão do SUS.

  • Habilitação da UTQ como Centro de Referência em Assistência a Queimados – Alta Complexidade (Ministério da Saúde).

  • Início das atividades da Ressonância Magnética.

2012
  • Celebração do contrato de gestão diretamente entre Secretaria de Estado da Saúde e FAMESP para a gestão do Hospital.

  • Mandato do médico Carlos Alberto Macharelli como diretor executivo (de 24/05/2012 a 11/06/2012).

  • Mandato do médico Luiz Eduardo Naresse como diretor executivo (de 12/06/2012 a 28/02/2015).
  • Implantação do Protocolo da Dor.

2014
  • Inauguração da Quimioteca

2015
  • Mandato da médica Deborah Maciel Cavalcanti Rosa como diretora executiva (desde 04/03/2015).

  • Inauguração da Brinquedoteca.

2017
  • Reinauguração da UTI Pediátrica

  • Classificação do HEB como o segundo hospital do interior de São Paulo referência em humanização.